Telemedicina, mulher em consulta online

Crescimento da Telemedicina durante a pandemia

A OMS define Telemedicina como “a oferta de serviços aos cuidados com a saúde nos casos em que a distância é um fator crítico”, essa definição nunca esteve tão atual. Vivemos em tempos de pandemia, onde o isolamento se tornou necessário para o bem da própria população, com isso ações básicas precisaram ser adaptadas, dentre elas (quiçá a mais importante) a consulta médica, trazendo um crescimento significativo da Telemedicina durante a pandemia!

Mas não pense que a telemedicina é fruto da pandemia, ela existe desde 1990, quando muitos profissionais usavam a internet para fazer laudos de eletrocardiograma. Em 2002 finalmente foi regularizada no Brasil pelo Conselho Federal de Medicina com a Resolução CFM nº 1.643/2002, que determinou a telemedicina como “O exercício da medicina através de utilização de metodologias interativas de comunicação áudio visual de dados como objetivo de assistência, educação e pesquisa em saúde”.

Com o início da Pandemia pelo Covid-19 no início de 2020, o CFM entendeu que seria necessário regularizar o objetivo – assistência – da resolução de 2002, para que houvesse atendimento à população de forma segura e orientada. Pra isso foi criado o Ofício CFMNº 1756/2020 dividindo a telemedicina em:
– Teleorientação: para que profissionais da medicina realizem à distância a orientação e o encaminhamento de pacientes em isolamento;
– Telemonitoramento: ato realizado sob orientação e supervisão médica para monitoramento ou vigência à distância de parâmetros de saúde e/ou doença.
– Teleinterconsulta: exclusivamente para troca de informações e opiniões entre médicos, para auxílio diagnóstico ou terapêutico.

O próprio SUS adotou a telemedicina durante a pandemia como uma ajuda extra no combate ao Covid-19. Em 1º de Abril de 2020 foi criado o TeleSUS pelo Ministério da Saúde, oferecendo atendimento por telefone, aplicativo, site ou whatsapp para quem precisasse tirar dúvidas e avaliar os possíveis sintomas de Covid à distância. Protegendo o cidadão e os profissionais de saúde de aglomerações por pânico. Só de abril à julho de 2020 foram atendidas em todos os canais 73,3 milhões de pessoas, economizando bilhões de reais dos cofres públicos.

A importância da Telemedicina

Telemedicina foi um dos termos mais procurados em 2020, essa é apenas uma das tecnologias de todo movimento da informatização e transformação digital na saúde. Mais que inevitável, a informatização da saúde é benéfica à todos que usam desta tecnologia. Desde o médico que tem a facilidade de um prontuário médico, histórico do paciente, agenda e consultas online, até o paciente que consegue se planejar sem sair de casa e pegar grandes filas.

Isso sem falar nas clínicas e hospitais que terão os custos reduzidos drasticamente e otimização de todos os processos que podem ser informatizados. Toda essa tecnologia é muito bem recebida pelo público, que está sempre buscando meios de aumentar a qualidade de vida sem ter que pagar muito a mais por isso.

Por isso é importante que todo processo de escolha das tecnologias seja muito bem estudado, para que não haja perca na qualidade do atendimento, nem insegurança do paciente quanto ao atendimento online.

Benefícios da informatização da saúde

  • Prontuário médico e histórico do paciente online;
  • Software de gestão financeiro, estoque, funcionários, etc;
  • Resultados de exames mais rápido;
  • Atende à pessoas com dificuldade de locomoção ou que moram distante;
  • Diminui filas de espera;
  • Diminui gastos.

A TechDes tem a melhor solução para a informatização e transformação digital de sua clínica ou hospital. Criamos fluxos de agendamento e notificações; Sala de atendimento com segurança de ponta; chatbots para atendimento ao cliente, via telefone, site, whatsapp; e muito mais. Fale conosco e nos conte o que falta em sua clínica ou hospital.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn